»  Bigás do Brasil
»  Gás Natural
»  Conversão
»  Componentes
»  GNV News
»  Postos de GNV
»  Franquias
»  Filiais
»  Orçamento
»  Dúvidas e Respostas
»  Fale Conosco
»  Mapa do Site


Cadastre-se aqui para receber nossas novidades e promoções
Nome:
E-mail:
   » O que é o Gás Natural?

   O Gás Natural é uma mistura de hidrocarbonetos leves que, à temperatura e pressão atmosférica ambientes, permanece em seu estado gasoso.
   O Gás Natural pode ser encontrado em reservatórios subterrâneos - tanto em terra quanto no mar - freqüentemente acompanhado de petróleo, constituindo reservatórios. Neste caso, o gás é chamado de Gás Natural Associado.
   Quando o reservatório possui pouca ou nenhuma quantidade de petróleo, o Gás Natural é chamado Não Associado.

   » Como o Gás Natural é formado?

   O processo natural de formação do gás é a degradação da matéria orgânica animal e do carvão devido à temperaturas e pressão elevadas ou à alteração térmica dos hidrocarbonetos.
   Nos últimos estágios de degradação desta matéria orgânica, o petróleo apresenta-se como condensado volátil associado a hidrocarbonetos gasosos.
   É por esta razão que é comum encontrar-se reservas de petróleo e Gás Natural no mesmo lugar.

   » Composição do Gás Natural.

   O Gás Natural, como encontrado na natureza, é uma mistura variada de hidrocarbonetos gasosos cujo componente principal é sempre o Metano.
   O Gás Natural Não Associado apresenta os maiores teores de Metano, enquanto o Gás Natural Associado apresenta proporções mais significativas de Etano, Propano, Butano e hidrocarbonetos mais pesados.
   Graças à sua composição - sem enxofre - a queima do Gás Natural é ambientalmente correta, pois são os compostos de enxofre na atmosfera que em contato com a umidade produzem a chuva ácida.
   Além disso, praticamente não há emissão de monóxido de carbono (CO2).
   Desta forma, ele é - naturalmente - a melhor opção de combustível para utilização em centros urbanos, colaborando para a melhoria da qualidade de vida de todos nós.

   » Utilizações do Gás Natural.

   O Gás Natural tem uma gama muito grande de aplicações.
   Suas principais utilizações são na forma de combustível industrial, comercial, domiciliar e residencial.
   Ele também é utilizado como matéria-prima nas indústrias petroquímica (plásticos, tintas, fibras sintéticas e borracha) e de fertilizantes (uréia, amônia e seus derivados), e para redução do minério de ferro na indústria siderúrgica.
   Outra forma de utilização de Gás Natural é o combustível na geração de eletricidade, tanto em usinas termelétricas como em unidades industriais, instalações comerciais e de serviços, em regime de cogeração (produção combinada de vapor e eletricidade).
   O Gás Natural é a terceira maior fonte de energia primária no mundo, superado somente pelo petróleo e pelo carvão.
   O uso do Gás Natural nas residências substitui com vantagem o GLP (derivado de petróleo, mais conhecido como "gás de cozinha"), graças à sua praticidade e segurança.

   » Reservas Brasileiras de Gás Natural.

   As reservas de Gás Natural brasileiras são, comprovadamente, de aproximadamente 313 bilhões de m3, suficientes para suprir o consumo atual por 20 anos.
   Mais de 50% de nossas reservas estão localizadas na Bacia de Campos e o restante (49,8%) distribuídas nas demais unidades operativas da Petrobras (Santos, Solimões e Amazonas).
   A maior parte está localizada no offshore, onde se concentram 252,6 bilhões de m3. Grande parte das reservas está localizada em lâmina d'água superior a 1.000 m.
   Incentivos tributários concedidos na maioria dos Estados e a perspectiva do barateamento no custo do insumo, com a renegociação do gás importado da Bolívia, somados à exploração das novas reservas descobertas pela Petrobrás, são os responsáveis pelo incremento do uso do Gás Natural em todo o Brasil.
   Tudo isso é o motor propulsor para o aumento cada vez maior do número de conversões de veículos.

© 2008 - Todos os direitos reservados - bigas@bigas.com.br E-solution by Ative Soluções e Ricardo Aragão